Notícias

Grupo Beloti, produtor de grãos em MT, entra com pedido de recuperação judicial

Empresa aponta aumento do preço dos insumos, a crise climática e queda dos preços das commodities como principais causas da medida

O Grupo Beloti, que atua na produção de soja e milho em Mato Grosso, entrou com pedido de recuperação judicial na vara especializada de Rondonópolis, município do mesmo Estado. A empresa optou pela recuperação na Justiça após acumular dívidas de R$ 170 milhões.

O grupo aponta aumento do preço dos insumos, a crise climática e queda dos preços das commodities como principais causas do pedido judicial. Entre os principais credores do Grupo Beloti estão Banco do Brasil, Bradesco e Santander, além de fornecedores e tradings como Agrex, Ponto Forte e Agro Amazônia.

Uma onda de recuperações judiciais têm tomado conta de empresas do agro. Nesse contexto, Carlos Fávaro, ministro da Agricultura, disse que as RJs não podem ser banalizadas.

“Em 16 anos de história nunca vimos um setor tão demandado de recuperações. O ministro dizer para não banalizar só reforça meu diagnóstico, de que os produtores não terão tantas alternativas que não seja a RJ, já que não há outras opções”, afirma Douglas Duek, presidente da Quist Investimentos, responsável pela recuperação judicial do Grupo Beloti.

“O número de consultas para recuperação judicial do agro subiu muito. São diversos casos de produtores que não estão conseguindo pagar suas dívidas e nem o custo da plantação, devido à baixa produtividade que tiveram, principalmente em Mato Grosso e Goiás”, acrescenta Matheus Kemmer, sócio da MZK, escritório que também coordena a RJ da empresa agrícola.

Fonte: Globo rural


Posts Recentes

Conteúdo relacionado