SARAIVA: PREJUÍZO SOBE 89 VEZES NO 4º TRIMESTRE, PARA R$ 198,8 MILHÕES

Por Ivan Ryngelblum

A Saraiva Livreiros, em recuperação judicial, informou hoje que registrou no quarto trimestre de 2018 um prejuízo líquido de R$ 198,8 milhões, um aumento de 89,7 vezes relação à perda de R$ 2,2 milhões registrada no mesmo período de 2017.

O resultado foi prejudicado pela queda na receita no período, junto com a reversão de créditos fiscais originados do Imposto de Renda e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), que foram revertidos por “não ser provável a existência de lucro tributável futuro para sua utilização”.

A receita da companhia, na mesma base de comparação, recuou 58%, de R$ 476,8 milhões para R$ 200 milhões. A receita bruta das lojas físicas somou R$ 157 milhões, queda de 51%, enquanto a receita com vendas pela internet caíram 69,5%, para R$ 57,1 milhões.

A empresa destacou que parte da queda da receita é atribuída ao início do processo de reestruturação, que inclui a descontinuação da divisão de tecnologia, abastecimento reduzido, redução do número de lojas físicas e à relevante queda de faturamento gerado por problemas na implementação do novo sistema interno de gestão.

A Saraiva registrou um resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) negativo em R$ 113,6 milhões, revertendo o Ebtida positivo de R$ 22,3 milhões do mesmo período de 2017.

No acumulado de 2018, a Saraiva teve prejuízo líquido de R$ 301,7 milhões, aumento de 6 vezes, com a receita caindo 16,2%, para R$ 1,4 bilhão. O Ebitda ficou negativo em R$ 168 milhões, revertendo saldo positivo de 2017.

Fonte: Valor Econômico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *