Juiz do processo de recuperação judicial nomeia empresa para investigar Americanas

Apuração será conduzida simultaneamente às averiguações já instauradas, sob fiscalização do juiz responsável pelo processo

O juiz Paulo Assed Estefan, da 4ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, onde corre o processo de recuperação judicial da Americanas, nomeou a Moore Brasil para investigar fatos ou condutas que resultaram nas inconsistências contábeis reportadas pela varejista e seus reflexos na recuperação judicial da companhia.

“Para tanto, nomeio a empresa Moore Brasil, […] na pessoa do seu sócio diretor, Carlos Atushi Nakamuta, a qual deverá ser intimada imediatamente para se manifestar sobre o interesse de assumir o encargo e apresentação de proposta de honorários, com a expressa declaração de ausência de impedimento e/ou conflito de interesse”, esclarece o magistrado no texto.

As investigações serão conduzidas simultaneamente às averiguações já instauradas pelas autoridades competentes, sob a fiscalização do juiz responsável pela recuperação judicial.

“Fica desde logo consignado que os credores financeiros poderão, desde que com justificativa jurídica relevante, apresentar quesitação [questionamento] e indicar assistentes técnicos oportunamente”, informa Estefan.

Fonte: Valor Econômico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *