Notícias

Conselho da Oi aprova o novo plano de recuperação judicial da empresa

Dívida da operadora atinge R$ 44,3 bilhões, segundo versão mais recente da lista de credores

O conselho de administração da Oi aprovou os termos e condições do plano de recuperação judicial proposto, informou a empresa, por meio de fato relevante com data de 19 de maio. Trata-se da segunda recuperação judicial da companhia, cujo pedido foi aceito pela Justiça em março.

A versão mais recente da lista de credores divulgada pela operadora de telecomunicações compreende R$ 44,3 bilhões em débitos.

“O Plano de Recuperação Judicial, reflete as negociações mantidas, até a presente data, com seus principais credores e outros stakeholders para reestruturação das dívidas das Recuperandas”, informa a Oi em fato relevante. “A Companhia continua as negociações com os credores financeiros e outros credores quirografários com relação aos termos e condições específicas de um Contrato de Suporte de Restruturação e os respectivos documentos definitivos”.

Entre os pontos apresentados, o plano traz “a previsão da captação de uma dívida extraconcursal de ao menos R$ 4 bilhões” e prospecção e adoção de medidas a serem negociadas nos instrumentos de dívida a serem firmados durante a recuperação judicial, visando à obtenção de novos recursos, “mediante implementação de eventuais aumentos de capital por meio de subscrição pública ou privada; e contratação de novas linhas de crédito, financiamentos ou outras formas de captação como forma de redução da dívida total da companhia e o seu refinanciamento”.

O comunicado informa ainda que entre as medidas a serem adotadas para enfrentar a crise está a potencial alienação e oneração de seus bens do ativo permanente (não circulante). Isso seria feito na forma de unidades produtivas industriais (UPIs).

Fonte: Valor Econômico

Posts Recentes

Conteúdo relacionado